Você sabe como declarar seu imposto de renda?

Compartilhe em suas redes sociais!

O brasileiro vai pagar menos imposto em 2019.

O Imposto de Renda é uma taxa cobrada pelo governo federal por intermédio da Receita Federal que sobressai, principalmente, às pessoas que ultrapassam de um valor mínimo estabelecido pelo órgão federal. No entanto, não é só isto, existe uma série de outras regras para declaração desta quota.

Anualmente, as pessoas são forçadas a fornecer a situação financeira à Declaração de Ajuste Anual com objetivo de apurar débitos ou créditos.

Não são todas as pessoas que devem declarar o imposto de renda. Para declarar, é preciso que fique estabelecida dentro de alguns critérios definidos pela Receita Federal, são eles:

  • Pessoas que obtiveram, ao decorrer de 2018, ganho de capital por meio de alienação de bens e direitos ou também manuseou operações em bolsas de valores.
  • Contribuintes residentes em terra brasileiras com rendimentos tributáveis superiores ao valor de R$ 28.559,70 no ano de 2018 (ou R$ 1.903,98 mensais); Cidadãos que receberam rendimentos não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, com soma superior a R$ 40 mil no ano anterior;
  • Pessoas com renda bruta em valor que ultrapassam R$ 128.308,50 obtidas por meio de atividade rural;
  • Pessoas que tem propriedades de bens ou direitos (inclusive terra nua) no valor total superior a R$ 300 mil, em 31 de dezembro de 2018.
  • Pessoas que passaram a ter condição de residente no Brasil, ao decorrer do ano passado.
  • Quem pretenda compensar, no ano anterior ou posterior, prejuízos relativos à atividade rural de anos-calendário anteriores.
  • Quem escolheu pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferida na venda de imóveis residenciais.

É importante saber que a Sonegação do imposto de renda, seja proposital ou não, é uma falta considerada crime, com punições que variam de 150% sobre o valor devido, a 2 anos de reclusão. Por isso, se você se enquadra em qualquer dos critérios mencionados anteriormente para entrega da declaração de ajuste anual do imposto de renda de pessoa física 2019, não de deixe de entregar dentro dos prazos estabelecidos pela Receita Federal.

Mudanças na declaração 2019

  • CPF dos dependentes
  • Alíquota Efetiva
  • Declaração dos Bens

O Cronograma de entrega do Imposto de Renda 2019 foi anunciado. É importante ficar atento para as datas de entrega da declaração IRPF 2019, pois a Receita Federal do brasil já divulgou os prazos e datas do calendário IRPF 2019.

Data Evento
Janeiro

Será liberada, através de portaria da Interministerial, a alíquota de reajuste do Imposto de Renda 2018.
Final de janeiro
Receita libera os programas auxiliares do IR 2019: Carnê Leão 2019, Ganho de capital 2019, disponíveis no site oficial da Receita.
Final de fevereiro
Receita libera o download do programa IRPF 2019, para envio da declaração
Inicio de março Começa o prazo para enviar a declaração de ajuste anual.
28 de abril Encerramento do prazo para da declaração

Anualmente, a Receita divulga a tabela de alíquotas de contribuição atualizadas para o IRPF 2019 (Imposto de Renda Pessoa Física) e IRRF 2019 (Imposto de Renda retido na fonte). Esse ano, o Governo Federal concedeu um reajuste de 4% na tabela do Imposto de renda 2019, acima do índice de inflação registrado em 2018. Isso significa que, pela primeira vez em muitos anos, o reajuste da tabela foi superior ao índice de inflação, o que na prática, significa que o brasileiro vai pagar menos imposto em 2019.

O Governo Federal disponibiliza a ferramenta simulador do Imposto de Renda 2019, para o cálculo da alíquota efetiva do imposto. Para realizar o cálculo da alíquota efetiva, será necessário que a pessoa tenha em mãos os seguintes dados:

  • Total de rendimentos tributáveis que teve em 2018;
  • Total de rendimentos não tributáveis do ano base;
  • O valor total de deduções em 2018;
  • O número de dependentes declarados;
  • Valor de pensão alimentícia (se for o caso);
  • Deduções que incidam sobre os rendimentos.

Estarão isentos da do pagamento do imposto de renda, todos os cidadãos brasileiros que:

  • Possuam renda mensal inferir aos limites da alíquota de isenção (Não precisam declarar o imposto de renda 2019);
  • Aposentados diagnosticados com alguma das doenças graves dispostas na lei 7.713/88 (Câncer, Aids, Paralisia, entre outras)

Para auxiliar os contribuintes à formalizarem seu imposto de renda 2019, a Receita Federal dispõe de um software fácil de ser manipulado e bem explicativo. Nele, é possível fazer seu imposto de renda em dentro de alguns minutos respeitando todas as informações requisitadas pela receita. Os profissionais mais indicados para tal função são os contadores e também os contabilistas. Os contribuintes também podem calcular sua parcela de pagamento do imposto de renda de acordo com a base de cálculo presente na tabela do imposto de renda 2019. Esta tabela contém informações como as parcelas a deduzir, alíquotas e também a base de cálculo.

Deixe um comentário

1
🧨Denuncia❓
📸Flagrante❓
🧐Sugestão em pauta❓

Nos envie pelo WhatsApp❗❗
Powered by